Por Rafael Coffee

Motion Graphics Designer

Publicado em 18 de setembro de 2018. | Atualizado em 13 de fevereiro de 2019


Muitas empresas já sabem que um vídeo institucional pode ajudar — e muito! — em sua estratégia de marketing digital e de comunicação com o seu público. E a sua? Já investe nisso? Chegou o momento de descobrir os motivos para fazê-lo!

A cada dia que passa, a competitividade do mercado cresce mais, e é extremamente importante ter destaque e se tornar uma autoridade em seu segmento. Então, investir em vídeos institucionais que apresentem o seu produto é um passo decisivo para aproximar o seu negócio dos clientes.

Isso não apenas vai gerar mais engajamento e fidelidade, como também vai atrair outras pessoas. Não por acaso, os vídeos já são considerados a estratégia em comunicação com efeito mais poderoso nesse sentido.

Siga conosco e entenda os motivos de esse investimento ser uma ótima ideia!

O que são os vídeos institucionais?

É provável que você já tenha assistido a, pelo menos, um vídeo institucional recentemente. Não é algo tão difícil de afirmar, pois é um tipo de tendência cada dia mais usado pelas empresas. Quando você entra em um site ou mesmo no canal da empresa do YouTube, muitas vezes, vai se deparar com um vídeo do gênero.

Mesmo quando você está assistindo a algum vídeo aleatório e surge aquela propaganda que você corre para pular, pode ser por meio de um vídeo institucional.

Esse tipo de material costuma ser utilizado como apresentação da empresa, de seus produtos ou serviços, com a divulgação realizada por ela própria.

Existem vídeos produzidos para o público geral e também os vídeos exclusivos para parceiros e colaboradores. Ou seja, os objetivos são diversos. Em uma estratégia de marketing digital, você também pode ver nomes como vídeo marketing, vídeo empresarial ou vídeo corporativo.

Mas você deve estar se perguntando: como criar um bom vídeo institucional? Quais os caminhos devo tomar? E quais os cuidados demandam maior atenção?

Para responder a todas as suas dúvidas, separamos os principais pontos para ter sucesso com essa ferramenta. Vamos ao próximo tópico?

Como investir em um vídeo institucional de sucesso?

Antes de iniciar a produção de um vídeo, lembre-se da importância de conhecer bem o produto ou o serviço relativo à mensagem que será passada, assim como o público a que você está se dirigindo. Com isso, tente prever a relevância desse material.

No mais, siga os passos que listamos logo abaixo!

1. Comece com um bom roteiro

Assim que concluir um ótimo brainstorming, é claro. Defina muito bem as ideias centrais com a sua equipe responsável pelo projeto, crie a mensagem e todo o caminho que ela vai percorrer durante o vídeo.

A partir disso, escreva um roteiro, formalizando esse caminho. Ele será o guia para tudo o que virá depois: filmagens, ilustrações, animações, locução, trilha sonora etc.

Mesmo que você pense que roteiros só são importantes em filmes e comerciais publicitários, vai perceber no decorrer desse post que os vídeos institucionais não são exceção nesse quesito.

2. Dê uma atenção especial ao visual

Se o mercado tem uma tendência tão forte ao uso de vídeos, bons motivos devem existir e é certo de que um dos principais é o visual atrativo.

Atualmente, 80% do tráfego de internet é dedicado a vídeos, mas nem todos os produtos demonstram que tiveram atenção suficiente para um vídeo de alta qualidade.

Se você deseja ter sucesso nesse aspecto, é preciso ir além de simplesmente fazer um vídeo: crie um bom design e seu conteúdo ganhará ainda mais destaque.

Só lembre-se de que bom visual e alta qualidade não se resumem a ilustrações que não sejam ultrapassadas. Uma boa animação e renderização bem-feita resultarão em um material profissional.

É importante contratar um profissional especializado para que tudo seja feito com esmero. Nunca se esqueça de que o visual é a primeira coisa que vai chamar a atenção do seu público.

CONTEÚDOS RECOMENDADOS

👉 Vídeos animados para empresas: como você ainda não adotou essa solução?

👉 Do planejamento à execução: como gerenciar o seu canal do Youtube com maestria

👉 Storyboard: por que ele é essencial para a sua estratégia de Marketing Digital?

3. Seja objetivo

Convenhamos, ninguém tem muita paciência hoje em dia para vídeos longos, que demoram a chegar ao ponto. Ficamos com aquela péssima sensação de que estamos sendo enrolados.

Vídeos objetivos e curtos são muito mais atrativos. O tempo ideal para a duração de um vídeo institucional fica entre 30 segundos e 2 minutos, mais do que o suficiente para apresentar um serviço ou produto específico, independentemente de qual seja.

Quer falar sobre outro produto? Faça um novo vídeo. Quer falar mais sobre o mesmo produto? Complemente o vídeo com um blog post ou um artigo. Inclusive, é aconselhável que você faça a indicação para um material mais completo no próprio vídeo. Assim, você colabora para a retenção do usuário, sem ser chato ou cansativo.

O mais importante sempre será manter a atenção das pessoas. Se a mensagem demora a ser passada, sem dúvida nenhuma, o vídeo será fechado, e é bem provável que esse usuário jamais volte. Isso é péssimo para sua marca.

4. Seja um contador de histórias

Se você deseja realmente prender o seu público com a mensagem que você criou para o vídeo, não hesite em criar uma boa história, que tenha o poder de entreter.

O nosso cérebro é capaz de assimilar e se identificar mais facilmente com uma boa narrativa do que com inúmeros gráficos ou muito texto.

O uso do storytelling, com personagens, cenários chamativos, analogias interessantes e até metáforas inteligentes, torna tudo mais envolvente.

As chances de as pessoas se emocionarem de alguma forma são maiores. Quando isso acontece, significa que você alcançou o seu objetivo e, dificilmente, o público esquecerá o que assistiu. Isso também vale para produtos e serviços mais tradicionais.

Afinal, todo mundo se identifica com alguma história, desde que seja bem contada.

Manual do uso de Vídeos no MKT Conteúdo

5. Lembre-se da trilha sonora

Um vídeo bonito, porém, mudo, não terá nenhum retorno positivo. Um vídeo com um áudio mal feito terá tanto retorno quanto um vídeo mudo. Então, é muitíssimo importante dedicar parte do esforço da trabalho para a trilha sonora.

Nesse sentido, são ações essenciais para obter o resultado esperado:

  • produzir uma locução profissional, que seja clara e com um tom agradável;
  • adicionar ruídos que deixem tudo mais realista, desde o som de passos até o som de um veículo, por exemplo;
  • escolher uma boa música de fundo, que empolgue o espectador de alguma forma.

Cuide para não deixar o vídeo datado, à medida que o tempo passa. Uma música que você goste muito por ser o hit do momento pode se tornar algo muito cafona depois de alguns anos, e o seu vídeo, automaticamente, vai acompanhar isso.

Procure utilizar música que remeta ao seu produto de um jeito envolvente. Utilize apenas músicas instrumentais, a não ser que você esteja produzindo um videoclipe ou um vídeo para ilustrar algum jingle.

Usar músicas com vocais, enquanto o seu vídeo utiliza locução pode tornar uma visita ao site a situação mais confusa possível.

Não se esqueça também de controlar bem o volume de tudo: a música não pode ultrapassar o volume da locução, assim como os ruídos.

6. Não procure criar um viral

Houve um tempo em que produtores de vídeo procuravam a fórmula mágica para a criação de um conteúdo em vídeo que fosse capaz de viralizar e fazer sua marca bombar no mercado.

Isso é um mito. Já é de conhecimento geral que os vídeos que fizeram mais sucesso por terem viralizado foram obra do acaso, em sua grande maioria. Não há como provar que um vídeo feito para viralizar vai realmente gerar esse efeito.

Essa tentativa, na verdade, pode gerar uma reação totalmente contrária em relação àquilo que se esperava e a mensagem que você gostaria de passar acaba sendo manchada. Se essa fórmula mágica existisse, sempre veríamos vídeos virais vindo dos mesmos lugares, certo?

Mas isso não quer dizer que você não possa procurar prever o alcance do seu vídeo. Isso é possível sem ter que produzir um conteúdo forçado, buscando o topo de todas as listas.

Alcançar apenas o seu público-alvo pode ser mais eficiente do que atingir um público totalmente alheio, que não terá o mesmo engajamento.

7. Trace o objetivo e o retorno

Tudo muito bem até aqui, mas vale lembrar de um dos detalhes mais importantes, que é a estratégia utilizada. Assim como é feito com outros conteúdos, também é necessário traçar os objetivos com os vídeos institucionais e mensurar os resultados que ele pode gerar.

Isso vai ajudar a calcular o seu investimento e o retorno, além de mostrar a necessidade de melhorias, caso algo não esteja certo.

Por exemplo, é possível verificar o desempenho de um blog post, uma landing page, ou mesmo de um post em rede social, dando especial atenção ao número de visualizações dos vídeos em relação às visitas recebidas em conteúdo sem vídeos.

Tudo isso é muito importante para coletar dados e sempre manter o seu trabalho em evolução.

8. Solicite a participação do usuário

Uma excelente forma de manter as pessoas consumindo seus conteúdos e aumentando o engajamento é sempre fazer uma chamada para ação (Call to Action, ou CTA). Por exemplo:

  • incentive-os a participar de enquetes;
  • peça opiniões e indicações de temas para outros vídeos;
  • indique outros conteúdos da sua empresa;
  • convide-os para conhecer o site etc.

O usuário se sentirá muito mais participativo nas decisões da empresa, gerando o verdadeiro sentimento de parceria. Com isso, ele não será apenas um consumidor, mas também ajudará a moldar os produtos seguintes.

Além disso, o CTA tem um grande poder em reforçar a mensagem que foi passada, colaborando para compartilhamentos e mais atração. Este é um dos principais objetivos de um vídeo explicativo: instigar o usuário a fazer algo.

Agora que você entendeu a importância de se investir em vídeos institucionais, chegou a hora de produzir!

Quer conhecer mais sobre a produção de conteúdos em vídeo para a sua empresa? Então confira o nosso e-book completo sobre Marketing em Vídeo!

marketing em video

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *