Por Matheus Clemente

Growth Hacker no Rock Stage

Publicado em 31 de janeiro de 2019. | Atualizado em 23 de agosto de 2019


Nas mais diversas estratégias os sites se fazem necessários. Entenda o conceito, os impactos no negócio, os tipos de site existentes e um passo a passo para criar o seu.

O site é uma das principais ferramentas de divulgação e posicionamento que empresas e profissionais podem ter na Web, mostrando profissionalismo e organização. Por mais que ele já seja algo totalmente adaptado ao nosso cotidiano, há muito a se aprofundar sobre a importância do site como ferramenta.

Mais do que sua proposta original e conceito, é sempre importante entender o impacto positivo que ele tem sobre um negócio.

No entanto, para ser realmente eficiente, o site precisa estar adequado a alguns parâmetros técnicos importantes. Isso resulta na experiência perfeita ao usuário que o acessa.

Neste post, você saberá tudo sobre sites, como criar um e quais características ele precisa apresentar. Veja como ele pode ser otimizado e entenda o que essas mudanças trazem de positivo para a sua empresa!

O conceito de site

Tecnicamente, o site é simplesmente um ambiente que reúne um conjunto de páginas interligadas, divididas em diferentes sessões. É como se fosse o prédio de uma empresa, em que cada página funciona como um setor. Na prática, é possível dizer que o site é o local de uma companhia ou um profissional na internet.

A grande proposta de ter esse local é, justamente, poder se posicionar e divulgar o seu trabalho na Web. Em um site, é possível ver informações de contato, dados sobre a empresa, informações sobre serviços e produtos, entender melhor a proposta do negócio, entre outros conteúdos.

O impacto na estratégia de negócio

Ter um espaço profissional na internet gera impactos significativos na estratégia comercial de uma empresa. Hoje, fica cada vez mais difícil sobreviver no mercado sem saber se posicionar adequadamente na web e, apesar do avanço das redes sociais, os sites ainda são extremamente importantes.

Aumento de visibilidade

O primeiro ponto é a visibilidade. Usuários ainda usam o Google para pesquisar nomes de empresas ou serviços e produtos de categorias diversas. Quando um profissional ou uma companhia tem um site na Web, ele pode ser encontrado facilmente no resultado dessas pesquisas.

Quanto maior for sua presença na internet, naturalmente, maior também será a visibilidade para o público do seu negócio. Essa é uma relação básica, mas fundamental para os resultados.

Credibilidade

Uma empresa que se posiciona no mercado precisa ter credibilidade. Isso garante a confiança de quem está interessado em seus serviços ou produtos. O site ainda continua sendo a melhor maneira de gerar uma impressão profissional e muito positiva sobre um negócio.

Pode até ser que, dependendo do seu público, a busca maior seja por um perfil da sua empresa nas redes sociais. No entanto, não se esqueça: em algum momento, o usuário pode pesquisar pelo seu site para ter certeza de que se relaciona com profissionais.

Comunicação com clientes e prospects de forma efetiva e uniforme

O site também cria um padrão de comunicação muito eficaz no que diz respeito ao controle das solicitações que recebe, seja de clientes, seja de prospects. É sempre importante ter informações sobre contato para garantir um canal único e confiável.

Inclusive, o site é visto como um ponto de segurança em que o público sabe que terá informações e dados confiáveis sobre a empresa. Esse é mais um ponto que gera credibilidade e uma relação de confiança entre a companhia e o consumidor.

Ampliação do canal de vendas

O site será sempre a principal opção como canal de vendas, se configurando como a mais segura e tradicional quando se trata da Web. Dessa forma, garanti-lo é ampliar as possibilidades, já que uma empresa pode ter outros canais.

Assim, será possível trabalhar com plataformas como Facebook, Instagram, varejo, se for o caso, além do próprio site da empresa. Desse modo, mais canais representam mais vendas.

Os tipos mais comuns de site

Os sites evoluíram junto com os avanços da tecnologia. Antes, eles eram blocos de informações simples, somente com textos. Hoje, eles têm diferentes propostas e, principalmente, formatos para atender ao que as empresas precisam. A seguir, confira quais são os tipos mais comuns de site e como cada um deles funciona.

Site institucional

Um site institucional é simples, funcional e bastante informativo. Trata-se de uma base de informações, apresentações e, em alguns casos, até mesmo o portfólio de serviços das empresas.

Nele, é possível conferir tudo sobre as atividades do negócio, sempre com foco no que é realmente importante ao público.

Site dinâmico

Os sites dinâmicos têm a proposta de se manterem sempre atualizados, facilitando muito uma comunicação mais próxima com o público.

Entre os seus diferenciais, está a integração com redes sociais e com blogs, fundamental para empresas que trabalham com Marketing de Conteúdo. No geral, a experiência para quem o acessa é mais completa e enriquecedora.

Site one page

Os sites one page têm ganhado muito espaço e, como o próprio nome sugere, são limitados a apenas uma página.

Isso não quer dizer que eles são incompletos, já que funcionam da seguinte maneira: o usuário acessa a página e, conforme rola a barra lateral, as informações vão surgindo na tela de maneira gradual.

É uma proposta de algo mais intuitivo e moderno, que costuma conquistar muito o público.

E-commerce

O e-commerce se trata das lojas virtuais, ou seja, a sua proposta principal é ser um comércio eletrônico em que a marca possa vender seus produtos.

Eles são cada vez mais fundamentais e o mercado está altamente competitivo. É uma ótima oportunidade de ter um canal de vendas ou até mesmo uma empresa que concentre suas atividades apenas nessa modalidade.

Blog

O blog é um site para gerar material escrito e, nesse caso, estabelecer uma plataforma de Marketing de Conteúdo.

Por lá, o público pode consumir textos com assuntos relacionados às atividades da empresa como forma de envolvimento, geração de engajamento e preparo para a compra. Os blogs são sempre parte de um site dinâmico.

As características de um ótimo site

Um site com ótimo desempenho precisa ter algumas características básicas que vão ajudar a gerar o impacto real que o público precisa ter para ser conquistado.

A seguir, veja alguns desses pontos e entenda melhor como eles podem ajudar na usabilidade do site e na experiência de quem o acessa.

Navegabilidade

O quão fácil é encontrar informações, páginas e dados dentro do seu site? Essa é uma pergunta que deve ser sempre repetida. Quanto mais tranquila for a navegação, melhor será para o usuário.

A navegabilidade está relacionada à experiência, que é impactada por fatores como o tempo levado para encontrar uma informação, por exemplo. Se tudo isso é feito com tranquilidade, o site está em bons parâmetros.

Velocidade

A velocidade é uma exigência cada vez maior, afinal, a tecnologia se desenvolve e fica subentendido que a agilidade vem junto com ela. Parte da boa experiência de navegação está relacionada à velocidade que as páginas de um site levam para carregar.

Se o tempo for muito grande, isso prejudica muito o acesso e o usuário tende a não voltar. O carregamento rápido é, inclusive, um fator para bom rankeamento no Google.

Conteúdo relevante

O site precisa ter conteúdo que seja realmente importante para quem o acessa. Se você coloca um site institucional no ar, é fundamental que ele tenha as informações básicas e realmente importantes sobre a sua empresa.

O mesmo se espera do blog de uma empresa de comidas veganas, por exemplo. O conteúdo dos posts precisa ser de temas relacionados a essa proposta central.

Mobile friendly

O uso de smartphones e tablets cresceu muito nos últimos anos. No Brasil, 49% das pessoas têm no celular a única forma de acesso à internet, ou seja, é extremamente importante que o seu site se adapte bem às telas menores.

Isso se chama responsividade e qualquer projeto precisa ser mobile friendly, ou seja, pensado para funcionar bem em dispositivos móveis, garantindo a experiência positiva de navegação.

Os 3 passos para criar um site do zero

Pensando em criar um site do zero? Então, você precisa seguir 3 etapas fundamentais para que ele vá ao ar. A seguir, conheça quais são elas e veja no que consistem. Assim, você entende melhor o que está por trás da base sólida de páginas na Web!

1. Registro de domínio

Para entender facilmente, o seu domínio é o endereço da sua casa na internet. Para você ter esse local, também é preciso definir um nome para ele, desde que não tenha sido usado antes.

O registro de domínio é a escolha do nome e do endereço do seu site, garantindo que você registre esses dados e possa usá-los para o acesso das suas páginas. Por exemplo: “www.construindoumsite.com.br”.

2. Hospedagem

Se o domínio é o endereço, a hospedagem de sites é o imóvel. Ela é o espaço em que toda a estrutura de códigos e páginas do seu site ficará armazenada e em pronto funcionamento.

São servidores que vão manter tudo ativo e funcionando bem, garantindo a estabilidade das páginas, mesmo em períodos de alto volume de acesso.

3. Escolha de um construtor de sites

O seu site só terá vida quando ele for desenvolvido e, para isso, é preciso escolher um construtor de sites.

Essas ferramentas ajudam a montar detalhes simples, como as cores das páginas, os cabeçalhos, a configuração das informações e outros detalhes de estrutura e estética do seu espaço na Web.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Melhor hospedagem de site: o que procurar e as 10 melhores do Brasil

👉 Entenda quais são as diferenças entre CMS e hospedagem

👉 Domínio e subdomínio: qual é melhor para o SEO do seu blog?


A necessidade de otimização do site

Um site de sucesso também precisa passar por otimizações que o ajudem a ser mais facilmente encontrado a partir de pesquisas do Google. Trata-se de um estudo de melhorias básicas chamado Search Engine Optimization (SEO) — do português, otimização para mecanismos de busca.

O SEO propõe melhorias contínuas, sempre com a proposta de adequar um site para que ele seja bem avaliado diante dos algoritmos do Google.

Se necessário, em alguns momentos, pode ser importante até mesmo reformular o site para que ele atenda a essas exigências. Para tanto, é preciso atentar a algumas melhorias e mudanças básicas. Veja a seguir quais são elas!

Desenvolvimento de conteúdos para palavras-chave importantes

As palavras-chave são os termos que um usuário utiliza para pesquisar determinado conteúdo na Web. Se o seu site tem essas palavras em algumas páginas, certamente, ele será mostrado como o resultado ideal diante das pesquisas.

As palavras-chave devem estar nos links, nos intertítulos, como heading 2 e heading 3 (configurações na construção da página), e em locais como descrição de produtos.

Acompanhamento de relatórios do Google Analytics

O Analytics dará alguns direcionamentos importantes sobre o desempenho da página por meio dos seus reports. É sempre importante ficar atento a essas dicas, já que elas apontarão o que não tem funcionado bem no site. Usá-las como base para mais otimizações de SEO é um bom caminho!

SEO para imagens

As imagens que você usa no seu site também precisam ser otimizadas com estratégias de SEO. Nesse caso, os melhores padrões para serem melhorados estão relacionados a:

  • usar palavras-chave no nome do arquivo da imagem;
  • colocar legenda em todas as imagens;
  • descrever a imagem no código do site, usando o atributo Alt text.

Desenvolvimento de uma estratégia de link building e backlink

Usar links no seu site também é fundamental para gerar mais tráfego e um bom posicionamento nos resultados das pesquisas. É possível fazer isso de duas formas: link building e backlinks. O primeiro propõe fazer links para conteúdos internos, ou seja, páginas próprias para gerar mais acessos.

Backlinks são links de outras páginas que tenham relação com a sua atividade. Quanto mais deles você tiver, mais pessoas serão atraídas a partir de conteúdos de outros sites. Isso também é bem avaliado pelos algoritmos do Google.

Testes de performance e velocidade

É fundamental também fazer muitos testes de performance e de velocidade na sua página. Cheque sempre se todas as funcionalidades estão rodando bem e se o seu site é rápido, com um carregamento ágil de todas a sessões. Do contrário, o Google entenderá seu site como pouco funcional e pode punir o seu rankeamento.

O site é um recurso antigo, mas com extrema importância no posicionamento de uma empresa na internet. Ele segue sendo fundamental, especialmente, no que diz respeito à atração de usuários e credibilidade do seu negócio.

Agora que você já entendeu a importância de um site dentro de sua estratégia, baixe nosso checklist de lançamento de site e tenha a certeza de que você tem tudo que precisa para alcançar grandes resultados!

Checklist para lançar sitePowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *