Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 9 de março de 2019. | Atualizado em 10 de julho de 2019


As estratégias de lançamento da Netflix são uma aula de Marketing Digital. O time brasileiro do serviço de streaming conhece muito bem o produto com o qual trabalha e oferece entregas condizentes com as expectativas do público e cheias de referências e ícones da cultura pop.

Independentemente do ramo de atuação, a estratégia de lançamento de um produto ou serviço pode ser decisiva para o sucesso dele junto aos consumidores.

Para se sair bem nesse desafio, é preciso conhecer o mercado, entender as necessidades do nicho de atuação e saber valorizar os principais atrativos daquilo que você deseja divulgar.

Nesse sentido, as estratégias de lançamento da Netflix são bastante inspiradoras. Afinal, o time demarketing brasileiro do serviço de streaming frequentemente viraliza as campanhas de divulgação de seus conteúdos originais.

Além de trabalhar muito bem o material que têm em mãos, eles demonstram um extremo conhecimento sobre o que é relevante para o público.

Eles também escolhem com êxito os canais de divulgação — a empresa é referência em Marketing Digital, mas as redes sociais não são o único canal utilizado nessas campanhas, como você vai ver neste texto.

Continue com a gente e confira sete grandes estratégias de lançamento da Netflix no Brasil!

1. Orange is The New Black

O marketing da Netflix é conhecido pelas brincadeiras, assim como pela utilização de referências pop muito bem associadas a seus conteúdos originais. Ao longo das seis temporadas já no ar, o streaming fez isso muito bem na divulgação de Orange is The New Black.

Uma das personagens mais queridinhas pelo público se chama Pussey — que, em uma cena icônica, inclusive, reforça que a pronúncia correta tem ênfase no Y.

Ainda assim, os trocadilhos com a palavra “pussy” aconteciam frequentemente, dentro e fora da telinha (caso não saiba, você pode procurar o significado no Google).

O time brasileiro se valeu dessa informação muito íntima de quem acompanha a série para divulgar a temporada de 2015, o que demonstra tanto um grande conhecimento sobre o próprio produto como também um bom trabalho de social listening.

Assim, eles recrutaram Valesca Popozuda para uma versão da música My Pussy é o Poder, da Gaiola das Popozudas. Acredite se quiser, o vídeo tem mais de 1,5 milhão de visualizações.

Essa estratégia de lançamento da Netflix deu tão certo que a cantora retornou nos anos seguintes, acompanhada de novas “companheiras de cela”: Inês Brasil e Narcisa.

Esse apelo da marca de investir em nomes fortes da internet (e dos memes!) também costuma trazer bons resultados.

2. House of Cards

Em 2015, durante a terceira temporada de House of Cards, fãs reclamaram que a própria página oficial da série publicava muitos spoilers. Em resposta, a equipe americana da Netflix criou umvídeo com o ator Michael Kelly.

Muito didático, ele explica a diferença entre um “spoiler do mal” e um “spoiler inevitável” — como o fato de o Titanic afundar ou deFrank Underwood chegar à presidência dos Estados Unidos na trama.

No ano seguinte, o ator foi recrutado para divulgar a quarta temporada no Brasil — dessa vez, com umrecadinho customizado para o público daqui.

Além de falar novamente sobre os diferentes tipos de spoilers, o intérprete de Doug Stamper ainda brinca que ele mesmo se saiu mal no quiz “Aconteceu em Brasília ou em House of Cards“.

O mais legal dessa campanha é que, além de nasredes sociais, o vídeo também foi exibido nos metrôs da cidade de São Paulo. Mas, como a gente não quer dar spoiler, vamos encerrar essa explicação por aqui mesmo.

3. Stranger Things

House of Cards foi a primeira produção original da Netflix e, por muito tempo, foi a menina dos olhos da empresa. Hoje, sem dúvidas, esse título pertence aStranger Things.

Podemos comprovar isso no capricho do streaming nas estratégias de lançamento a cada nova temporada. Situada na década de 1980 e repleta de referências da época, o time brasileiro se apropria muito bem disso nas divulgações por aqui.

Quem melhor do que a Xuxa para falar sobre um baixinho desaparecido e, assim, divulgar a primeira temporada da série? Sim, a apresentadora voltou às chuquinhas e ao loiro platinado para reviver ela mesma na época do Show da Xuxa.

Se você acha que o clipe de Valesca Popozuda já tem uma ótima marca no YouTube, talvez caia da cadeira ao saber que o vídeo de Xuxa para Stranger Things já passa das 3 milhões de visualizações.

Na segunda temporada, a referência dos anos 80 foi importada do México e do clássico Chaves. Na brincadeira, Chiquinha seria 9.2, uma criança utilizada para testes sobrenaturais antes mesmo da Eleven.

A ideia já é boa, mas ela fica ainda melhor quando percebemos que não só a atriz María Antonieta de las Nieves é a própria a interpretar novamente a sua clássica personagem, como também a dubladora original, Cecília Lemes De Bortoli, também foi chamada para fazer esseBagulho Sinistro, que é o lançamento de uma série da Netflix.

Já para divulgar a sua terceira e mais recente temporada, o serviço de streaming tirou Carlos Moreno da aposentadoria. Se esse nome não lhe diz nada, talvez seja porque o ator ficou mais conhecido como Garoto Bombril.

Essa estratégia de lançamento da Netflix se desdobra em duas grandes sacadas. Na primeira delas, o ator se caracteriza como os principais artistas da década de 1980 e oUSA for Africa ganha uma nova versão; dessa vez,Brazil for Hawkins.

Na segunda, o aplicativo Stranger Antenna transforma o seu smartphone em uma TV de tubo. O que fazer para sintonizar e garantir acesso a cenas exclusivas da nova temporada? O que as pessoas faziam naquela época: usar palha de aço!
stranger antenna

O melhor de tudo é que essa campanha teve o patrocínio da própria Bombril e a Netflix aproveitou para dar também uma aula deproduct placement ebranded content.

4. Titãs

Titãs é uma série original da Netflix, criada em parceria com a DC Comics e inspirada nos quadrinhos Novos Titãs. Protagonizada por Robin, a história se desenrola a partir do encontro do ex-parceiro de Batman com jovens super-heróis que precisam de um mentor.

Para anunciar a chegada da série ao seu catálogo, a Netflix organizou um protesto em um lugar muito peculiar: o Beco do Batman. Localizado na Vila Madalena, em São Paulo, o local é até mesmo um ponto turístico da cidade, famoso por seus grafites.

O protesto buscava justamente reivindicar o protagonismo do personagem principal da série. Inúmeras pessoas caracterizadas de Robin carregavam placas com dizeres hilários e, usando a hashtag #BecoDoRobin, a Netflix divulgou um vídeo da manifestação em suas redes.

5. La Casa de Papel

Se você tem pelo menos mais de 20 anos, deve ter acompanhado o sucesso da dupla Sandy e Junior no Brasil. Mesmo quem não era fã, deve lembrar de todo o tabu que envolvia a virgindade da cantora, que cresceu sob os holofotes da mídia.

Esse é mais um caso em que a Netflix se utilizou de uma referência pop para divulgar um conteúdo original. Recentemente, a gigante dos streamings a recrutou para divulgar a chegada da parte 2 da primeira temporada de La Casa de Papel ao seu catálogo.

Como a série espanhola foi liberada toda de uma vez em seu país de origem, a Netflix apostou na zoeira para uma divulgação certeira no Brasil.

Sabendo que muita gente já teria visto — ou pelo menos tentado ver — esse conteúdo em sites piratas, eles criaram a campanha #ResolviEsperar.

Em uma referência à campanha cristã Escolhi Esperar, Sandy reforça que quem não caiu na tentação, e esperou a hora certa, vai poder aproveitar a série da melhor maneira possível.

6. Santa Clarita Diet

Será que você é capaz de pensar em um contexto em que Fábio Júnior possa divulgar alguma série original da Netflix? O time de marketing brasileiro da empresa já conseguiu!

Em um cenário completamente limpo e branco, o cantor sensação dos anos 80 fala sobre um amor visceral e começa a cantar Alma Gêmea.

Conforme ele avança na letra, o clipe mostra também cenas de Santa Clarita Diet e você se dá conta do quanto essa música foi feita para Sheila, personagem de Drew Barrymore.

Com o mesmo toque de bizarrice da série, Fábio Júnior e seus músicos começam a ser banhados de sangue. A expressão “carne e unha” ganha todo um novo significado depois dessa experiência.

Uma dica amiga: talvez seja melhor não assistir se você tiver acabado de almoçar!

7. Sense8

Sense8 já era uma série muito aclamada, especialmente no Brasil, mas as gravações da segunda temporada duraram mais que o previsto e problemas com um dos atores adiaram o retorno do cluster à Netflix.

Como manter o interesse dos fãs mesmo com a série mais de um ano fora do ar? Essa não é exatamente uma estratégia de lançamento da Netflix e sim uma campanha de fim de ano, mas vale a menção honrosa neste texto.

A empresa chamou Márcia Sensitiva para uma leitura de tarot inspirada nos personagens da série.

Com várias piadas internas dedicadas aos fãs mais fiéis, ela trouxe previsões para o ano de 2017, quando o grupo finalmente retornaria à programação do streaming.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 O que a estratégia do Nubank tem a ensinar para as empresas

👉 Análise da estratégia d'O Boticário e o que aprender com ela

👉 6 melhores campanhas publicitárias do Spotify


A produção de conteúdo até pode ser o grande diferencial desse serviço de streaming — afinal, são inúmeras as séries e filmes originais produzidos anualmente e a qualidade desses produtos é indiscutível.

Porém, as estratégias de lançamento da Netflix reforçam a sua importância no cenário atual do Marketing Digital, tornando-a referência em diferentes esferas.

Certamente, a Netflix ainda tem muito a ensinar a todos nós. Aproveite a visita ao nosso site e confira as principaislições sobre Marketing Digital do serviço de streaming.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *