Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 11 de julho de 2019. | Atualizado em 23 de agosto de 2019


CTR ou, em português, taxa de clique é uma métrica muito utilizada para avaliar o desempenho de um anúncio, seja no Google Ads ou mídia paga das redes sociais.

Não importa se você está aplicando técnicas de SEO ou investindo em links patrocinados, certas métricas são fundamentais para a melhora do desempenho e consequente sucesso das suas ações de Marketing Digital.

Uma delas é o CTR (Click Through Rate), também conhecido como taxa de cliques, indicador importantíssimo para qualquer estratégia.

Quanto maior o CTR de um anúncio, maiores são os benefícios para o seu negócio: do custo mais baixo no Google Ads até um melhor rankeamento nas buscas orgânicas.

Mas como ampliar essa métrica de forma eficiente? Continue a leitura deste artigo para entender mais sobre esse indicador e como aumentá-lo em suas campanhas. Confira!

  • O que é CTR?
  • Como calcular o CTR?
  • Para que serve o CTR?
  • Qual a relação entre CTR, CPC e CPM?
  • Por que acompanhar essa métrica?
  • Como saber se o CTR está alto ou baixo?
  • Como aumentar o CTR das palavras-chave e dos anúncios?

O que é CTR?

O CTR é um dos principais indicadores do Marketing Digital, que mostra a taxa de cliques, ou seja, a relação entre o número de cliques e o número de visualizações de um anúncio.

Na prática, essa métrica indica a eficiência de uma campanha: a porcentagem de usuários que clicaram no seu link após visualizá-lo.

O CTR é, portanto, uma métrica importante para a avaliação do desempenho de um anúncio, seja no Google Ads, seja nos chamados social ads das redes sociais. Além disso, a taxa de cliques acaba impactando no custo das suas campanhas e também no rankeamento das suas páginas em pesquisas orgânicas.

Como calcular o CTR?

Apesar do CTR ser uma métrica de extrema importância, o seu cálculo não é nada complexo e pode ser feito rapidamente. A conta é feita por meio da divisão entre o número de vezes que o anúncio foi clicado e as visualizações recebidas, também conhecidas como impressões. Portanto:

Número de cliques ÷ número de visualizações = CTR.

Como calcular o CTR?

Por exemplo:

Se a sua palavra-chave tem 60 cliques e 6 mil impressões, o seu CTR será de 1%.

Para que serve o CTR?

Em meio à crescente competição pela atenção e os recursos dos consumidores, é fundamental saber a real eficiência do seu plano de Marketing, ou seja, das estratégias e ações adotadas para impactar o usuário. O CTR serve justamente para isso: avaliar a qualidade das suas palavras-chave e, portanto, dos seus anúncios.

Por isso, se você busca investir melhor os recursos disponíveis e conseguir realizar ações mais precisas, mesmo com pouco investimento, a taxa de cliques deve ser a sua principal aliada. Por meio dela, você consegue identificar as campanhas que são mais eficientes, que mais chamam a atenção do usuário e fazem com que ele clique no link.

Essa métrica serve para que você compreenda a real eficiência das suas estratégias, a forma mais correta de avaliar se o trabalho está sendo feito corretamente.

Assim, fica muito mais simples aplicar ações que gerem um maior impacto no usuário. Você passa a identificar as campanhas que mais funcionam e aquelas que precisam ser aprimoradas.

Qual a relação entre CTR, CPC e CPM?

Antes de aprofundarmos na importância de acompanhar de perto essa métrica, é preciso entender também a relação entre CTR e outras siglas importantes para o sucesso das suas estratégias de Marketing Digital. Querendo ou não, a taxa de cliques acaba se relacionando diretamente com CPC e CPM.

O CPC (Custo por Clique) é um dos tipos de precificação de anúncios mais comum do mercado. Nesse formato, você só paga pelos cliques recebidos em suas campanhas, ou seja, as visualizações (impressões) não são incluídas na conta. Na prática, apenas os usuários que entrarem nas suas páginas — ao clicarem nos anúncios — vão ser cobrados.

Já o CPM (Custo por Mil Impressões), é um formato que precifica o custo de uma campanha pelo número de visualizações (impressões). Ou seja, a cada mil usuários impactados pelo seu anúncio — sem a necessidade de clique —, você vai pagar o valor estipulado, não levando em consideração a eficiência da campanha.

Mas qual a relação entre essas duas siglas e o CTR? Os dois modelos de precificação acabam sendo influenciados diretamente pela taxa de cliques. Quando falamos em CPM, essa métrica acaba não tendo tanta relevância, afinal, pouco importa quantas pessoas, de fato, clicaram no seu anúncio.

Porém, o CTR é essencial para quem escolhe o modelo CPC para a precificação. Afinal, quanto maior a taxa de cliques, maior a eficiência dos seus anúncios, ou seja, eles são úteis para os usuários. Consequentemente, o CPC se torna mais barato, com o buscador entendendo que o seu link oferece o que está sendo procurado.

Por que acompanhar essa métrica?

As razões para acompanhar o CTR são diversas e, por isso, separamos as principais delas para que você não perca tempo e comece a investir em maneiras de elevar essa métrica o mais rapidamente possível, garantindo os melhores resultados para o seu negócio. Confira!

Aprimoramento do Índice de Qualidade (IQ)

O CTR é um dos fatores que compõem o Índice de Qualidade (IQ) do Google Ads, um cálculo feito pela plataforma para determinar o rankeamento de cada anúncio.

Nessa conta, outros tópicos também são levados em consideração, como a experiência do usuário na página destino (landing page) e a relevância do conteúdo.

componentes do IQ

Porém, o componente mais importante do IQ é, sem dúvidas, o CTR de uma campanha. O Google percebe que um número elevado na taxa de cliques é um forte indicativo de que o conteúdo do anúncio está realmente sendo relevante para os usuários. Um CTR mais alto, portanto, impacta no IQ e, consequentemente, no posicionamento do seu anúncio.

Redução nos custos

Um CTR elevado significa que o seu anúncio precisou aparecer menos vezes para receber um alto número de cliques e a notícia boa é que o Google valoriza isso.

Afinal, a sua campanha está se mostrando relevante, aparecendo para o público-alvo exato, para que os usuários encontrem exatamente aquilo que realmente estão procurando.

Assim, o seu anúncio ganha uma posição mais relevante no rankeamento e, como consequência, o CPC médio da campanha também é reduzido. 

Melhor rankeamento orgânico

Para alcançar uma posição mais alta em uma busca orgânica, a principal tática é aplicar técnicas de SEO (Search Engine Optimization), certo?

O CTR elevado, porém, também representa um melhor rankeamento, já que os cliques geram tráfego para as suas páginas, o que indica ao Google que aquele destino é, de fato, relevante para o usuário.

Maior visibilidade (gratuita) nas redes sociais

Quando falamos em anúncios nas redes sociais, um CTR alto representa um elevado engajamento com os usuários. Porém, além da redução nos custos das campanhas, essas plataformas oferecem outro benefício: propaganda gratuita. Mais pessoas compartilhando e clicando nas suas publicações podem gerar cliques gratuitos.

Caso alguém compartilhe uma publicação impulsionada pelo seu negócio no Facebook, por exemplo, outras pessoas vão ser impactadas e, o melhor, caso ocorra alguma interação, você não é cobrado por ela. A mesma coisa vale para o Twitter.

Elevação da taxa de conversão

Outro benefício de acompanhar de perto o CTR e garantir que ele esteja em um nível satisfatório é a taxa de conversão dos seus anúncios.

O gráfico abaixo, por exemplo, mostra uma relação direta entre os dois indicadores. Assim, um aumento em duas vezes na sua taxa de cliques pode implicar em uma taxa de conversão 50% maior.

Retirada de: WordStream.

Como saber se o CTR está alto ou baixo?

Na prática, quanto maior o CTR, melhor para o seu negócio. Geralmente, uma taxa de cliques igual ou superior a 3% é considerada satisfatória. Para avaliar se a métrica está alta ou baixa, no entanto, é preciso levar em consideração, além da sua experiência com anúncios, o seu segmento de atuação e o desempenho dos concorrentes.

A principal comparação deve ser com o CTR de quem disputa com você por determinada palavra-chave. Afinal, uma taxa de cliques inferior à do concorrente significa que o Google enxerga a sua página como menos relevante do que das outras empresas e você está ficando para trás nessa disputa.

Portanto, não adianta um CTR de 3% — que pode ser considerado bom em determinadas situações — se, na prática, o seu concorrente direto está com uma taxa de cliques na casa dos 5%. Definir um valor satisfatório, portanto, passa diretamente pelo desempenho da sua campanha em relação aos anúncios dos concorrentes.

Além disso, ao examiná-lo, não se esqueça de separar os modelos de campanha, já que a performance de uma publicidade na rede de pesquisa não vai ser igual ao da obtida na rede de display. Isso porque, no segundo caso, o objetivo costuma ser mais obter visualizações do que cliques.

Como aumentar o CTR das palavras-chave e dos anúncios?

Para que você aumente o seu CTR o mais rapidamente possível e consiga melhorar a eficiência das suas ações de Marketing, separamos algumas práticas importantes que vão otimizar a taxa de cliques das palavras-chave e dos anúncios. Confira!

Insira a palavra-chave principal no seu anúncio

Escolha a palavra-chave principal do seu grupo de anúncio e a insira de maneira natural no seu texto e em seu título.

Você também pode usar o código {keyword: palavra padrão} para que a sua publicidade seja atualizada de forma automática com as palavras-chave do seu grupo.

Assim, a experiência do internauta será mais positiva, já que ele visualizará o termo de busca exato que deseja.

Faça a negativação de termos irrelevantes

É muito difícil ter uma campanha otimizada sem fazer a negativação dos termos irrelevantes para o seu negócio.

Isso porque não faz sentido gastar dinheiro com anúncio para quem nunca vai comprá-los. Concorda?

Por isso, prepare uma lista de palavras negativas tendo como base a maneira como digitam nas buscas para encontrarem os seus serviços/produtos.

Capriche no CTA

Anúncios com call to action (CTA) caprichados são indispensáveis para melhorar o seu CTR. Por isso, deixe muito claro o que você espera que o seu usuário faça.

Que tal investir em expressões como “inscreva-se já” e “ligue para nós”? E, claro, tenha uma página de destino que possibilite a conclusão da ação.

Aproveite as extensões de anúncio

Você sabia que existe uma gama de extensões no Google Ads que pode ser utilizada de acordo com o objetivo da sua campanha? Com elas você ganha um espaço a mais para incluir o seu telefone, link ou endereço.

Uma dica é nunca incluir o contato diretamente no texto. Em vez disso, invista em gatilhos mentais para tornar o seu conteúdo mais atraente.

Ajuste a URL

Os internautas costumam dar muita atenção para a URL com o intuito de saber se o endereço para o qual está sendo redirecionado tem a ver com o termo de busca pesquisado. Se ela estiver meio estranha, eles fogem! Logo, opte por site + palavra-chave e faça testes para medir a aceitação do seu público.

Invista em datas sazonais

Aproveitar datas sazonais que movimentam bastante o comércio — como o Dia das Crianças, a Black Friday e o Natal — é uma excelente maneira de focar o seu segmento de negócio e aumentar o seu CTR. Programe seus anúncios para serem bem veiculados nessas épocas.

Além disso, evite fazer mudanças nas configurações das suas campanhas diariamente. Dê uns 3 dias para observá-las com mais profundidade.

Desenvolva uma estratégia eficiente

Quando você desenvolve uma estratégia eficiente, os resultados são naturalmente melhores. Com isso, fica mais fácil conquistar um bom posicionamento do anúncio.

A verdade é que, mais do que verbas robustas, é um bom planejamento que faz crescer o Return on Investment (ROI) da sua empresa, seja pequena, seja grande. Para tanto, coloque no papel e veja se não vale a pena contratar uma agência digital com profissionais capacitados para aumentar a sua porcentagem de conversão.

No Marketing Digital, fica evidente como acompanhar de perto as diferentes métricas é benéfico para o sucesso do seu planejamento. Além de indicar quando uma campanha não está funcionando como o esperado, o CTR, quando elevado, acaba beneficiando outras estratégias da sua equipe, otimizando ainda mais o desempenho das suas ações.

Agora que você já sabe como o CTR impacta diretamente no sucesso das suas ações e estratégias de Marketing, que tal descobrir como tornar suas campanhas pagas ainda mais eficientes? Confira o nosso artigo e entenda como fazer otimizações em suas campanhas do Google Ads para aumentar consideravelmente a sua taxa de conversão!

Kit Domine o Google

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *