Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 10 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 6 de setembro de 2019


As campanhas publicitárias do Spotify contribuem para a manutenção do sucesso do aplicativo, um dos pioneiros no serviço de streaming musical. Utilização criativa de big data, personalização de mensagens aos usuários e adaptação a diferentes mercados são só algumas das muitas lições que a empresa tem a nos ensinar.

Desenvolvido na Suécia em 2008, o Spotify chegou ao Brasil em maio de 2014. Desde lá, a empresa vem crescendo em termos de números de usuários e de relevância no mercado do streaming musical

Sem dúvidas, as campanhas publicitárias do Spotify contribuem para o sucesso do aplicativo, que já reúne mais de 100 milhões de usuários pagos e mais de 217 milhões se somados os que utilizam o aplicativo de forma gratuita.

Mesmo com concorrentes como Deezer, Apple Music e até mesmo Youtube, o Spotify segue na liderança. Recentes investimentos em podcasts também indicam que empresa ainda tem muito a oferecer a seu público. 

Venha com a gente e tome nota: a seguir, apresentamos seis grandes ações — nacionais e internacionais — que certamente têm muito a nos ensinar.

1. Vem de Spotify

A mais recente campanha mundial do Spotify mostra que o serviço de streaming é o companheiro ideal para os mais diferentes momentos e que pode acompanhar seus usuários em qualquer lugar. 

Enquanto um vídeo mostra um rapaz no chuveiro ao som da playlist “Musics to sing in the Shower”, em outro vemos uma jovem se espreguiçando e lutando para sair do sofá enquanto a playlist “Mellow Morning” serve de fundo à cena.

A campanha conta também com peças impressas, que reforçam a ideia de onipresença do streaming. Com uma linguagem que remete aos memes, as principais playlists da plataforma são divulgadas.

melhores campanhas publicitárias do spotify

Fonte: UpdateOrDie

Esse trabalho foi destinado especialmente aos países de língua inglesa, em que o serviço já tem um público mais consolidado. Em países asiáticos — como Indonésia e Tailândia — e latino-americanos — como o próprio Brasil e a Argentina — , o streaming ainda busca explicar o que pode oferecer ao grande público.

Assim, o desdobramento dessa mesma campanha aqui no Brasil foca em mostrar que o aplicativo pode ser o lugar para descobrir o seu próximo artista favorito. Revelações como Duda Beat e Gloria Groove estampam as principais peças.

melhores campanhas publicitárias do spotify

Fonte: UpdateOrDie

Sempre com uma linguagem leve e descontraída, uma das criações que mais chamam a atenção é a que convida o usuário a conhecer novas definições de blues — ilustrada com uma imagem do rapper Baco Exu do Blues. 

2. Livre pra ouvir, livre pra amar 

Outra campanha global muito bem-adaptada à realidade brasileira foi a “Livre pra ouvir, livre pra amar”.

A ideia era reforçar a gratuidade e a liberdade de ouvir de tudo no aplicativo. Em inglês, o trocadilho é mais rapidamente identificado, por meio da palavra “free” — que traduz tanto a ideia de gratuidade como a de liberdade. 

Ainda assim, as peças brasileiras traziam apelos relevantes ao público local. Uma delas, por exemplo, trazia Mc Loma, hit da época, e a mensagem “O app de música grátis para quem segue o baile. Cebruuuthius”.

Outra trazia a música Despacito, de Luis Fonsi e Daddy Yankee, e a frase “O app de música grátis para quem prefere ir sem pressita”.

Ainda dentro da ideia de ter liberdade para ouvir de tudo, essa campanha também abordou os “guilty pleasures”, aquele prazer meio culpado que sentimos ao consumir algumas músicas ou séries, por exemplo.

Um vídeo global foi adaptado para ser transmitido nos intervalos comerciais brasileiros. Em cena, vemos grupos rivais de bandidos tentando escapar da polícia. O desafio era: como fazer um vídeo retirado dos clássicos filmes policiais americanos relevantes à nossa realidade?

Para começar, o trabalho foi além de uma simples tradução. Para dublar os vilões foram recrutados Caíto Mainier e Raul Chequer, do Choque de Cultura, programa de humor em alta entre os jovens. 

Além disso, ao fim do vídeo todos se unem pela música tocada no carro de um dos bandidos. Na versão brasileira, ouvimos A Lenda, de Sandy e Jr. 

3. Máquina do tempo

Você já ouviu falar do marketing de nostalgia? Se não, fique atento a este tópico, pois o Spotify tem uma grande lição para você.

Trata-se de uma estratégia que usa referências do passado para atrair consumidores a adquirirem algo novo — o sucesso de Stranger Things é um exemplo! 

Em 2017, o Spotify anunciou a criação de uma máquina do tempo. Novamente trazendo o big data para suas campanhas publicitárias, a empresa contou com o bom trabalho de seus algoritmos nessa ação. 

A partir do comportamento na plataforma, cada usuário ganhou uma lista personalizada com as músicas de sua infância ou adolescência.

Para criar a seleção musical, foram consideradas a idade do usuário em conjunto com suas preferências musicais. 

Como várias outras campanhas publicitárias do Spotify, essa viralizou nas redes, com os usuários impressionados com a capacidade de personalização do streaming e também, é claro, com as boas memórias de seu passado musical. 

melhores campanhas publicitárias do spotify

4. Dados em outdoor

Em 2016, a campanha de fim de ano do Spotify contou com o auxílio dos dados para comunicar algumas peculiaridades da plataforma.

Diferentes dados dos usuários foram utilizados na criação de anúncios com uma linguagem bastante descontraída. 

A campanha rodou mais de 50 países e teve a participação de pelo menos 12 artistas de diferentes segmentos. Outdoors, painéis em metrôs e anúncios online fizeram parte da ação global.

Nos Estados Unidos, por exemplo, uma mensagem ilustrada com a imagem de Justin Bieber dizia: 

“À pessoa que ouviu ‘Sorry’ 42 vezes no Dia dos Namorados, o que você fez?”

melhores campanhas publicitárias do spotify

Fonte: AdAge

Outra era ainda mais específica e citava até mesmo a localização do usuário:

“Querida pessoa do Theater District que ouviu à Trilha Sonora de Hamilton 5.736 vezes este ano, será que a gente consegue alguns ingressos?”

No Brasil, um anúncio falava com as 1078 pessoas que ouviram à playlist Partiu Praia no dia mais frio do ano (“vocês são loucos!”, dizia), enquanto outra se dirigiu especificamente à quem criou a playlist “Hoje eu não tô boa pra beber, eu tô ótima!” e aconselhava: “se cuide!”

melhores campanhas publicitárias do spotify

Fonte: Exame

melhores campanhas publicitárias do spotify

Fonte: Exame

Além do uso criativo do big data — que certamente chama atenção de cara — outros dois pontos dessa campanha merecem nossa atenção.

O primeiro diz respeito à linguagem, que é bem divertida e condizente com o público do streaming.

O segundo é sobre a personalização da comunicação. A marca mostra que conhece tão bem seus usuários que pode falar diretamente com o criador de uma playlist em uma campanha de fim de ano.

E, o melhor: de uma forma que não pareça invasiva, e sim divertida e enaltecedora. 

5. Playlist de fim de ano

Depois da experiência de 2016, o Spotify passou a se utilizar mais vezes dos dados para se comunicar com o seu público. No fim dos anos de 2017 e 2018, a plataforma disponibilizou o “Wrapped”, espécie de hotsite que permitia uma retrospectiva do seu ano musical. 

Tudo o que você precisava fazer era acessar o site com os dados de login do Spotify. Depois, já era possível navegar pelos principais dados da sua conta, como gêneros mais tocados, minutos ouvidos ao longo do ano, podcasts mais consumidos etc. 

wrapped spotify

No final, você ainda ganhava uma playlist exclusiva com todas as músicas mais ouvidas. Isso também mostra como a marca faz uma ótima associação de seu produto/serviço com uma data específica. Afinal, quem resiste a uma boa retrospectiva de fim do ano? 

6. Podcasts 

Uma das campanhas nacionais mais recentes do Spotify divulgou os principais podcasts disponíveis no Spotify no Brasil. A comunicação focou em mostrar a cara das principais vozes da plataforma. 

Juliana Wallauer e Cris Bartis, do Mamilos; Alexandre Ottoni e Deive Pazos, do Jovem Nerd; e Gus Lanzetta e Julio Pacheco, do Papo Torto, puderam ser avistados em pontos de ônibus, metrôs e outros canais nas principais capitais do Brasil. 

Essa foi a primeira campanha do Spotify voltada à divulgação de seus podcasts. Esse formato é ainda relativamente recente e pouco explorado, tanto no Brasil como no mundo todo. Porém, a expectativa é que o consumo desse tipo de mídia cresça cada vez mais.

podcast spotify
Fonte:PropMark

Só em 2019, o serviço musical de streaming investiu 500 milhões de dólares em podcasts. Além disso, uma das atualizações recentes do aplicativo deixou mais clara a divisão entre os formatos e separou a navegação de músicas e podcasts.

O Spotify teve a vantagem de ser um dos pioneiros no serviço que oferece. Ainda assim, enfrenta desafios e a concorrência fica cada vez mais acirrada.

É por conta disso que a empresa ainda precisa, por exemplo, explicar o funcionamento de seus serviços em mercados como a Ásia e a América Latina. 

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 O que a estratégia do Nubank tem a ensinar para as empresas

👉 As melhores estratégias de lançamento de séries da Netflix

👉 Análise da estratégia d’O Boticário e o que aprender com ela


Ao fim desse conteúdo, ficam evidentes duas grandes lições que podemos tirar das ações da marca.

A primeira delas é o conhecimento sobre sua persona, tanto para a escolha da linguagem quanto para a adaptação de ações globais de acordo com realidades locais. 

A segunda é o uso criativo do big data. Essa prática aparece frequentemente nas campanhas publicitárias do Spotify e traz novas possibilidades tanto com relação à coleta e uso de dados, como no que diz respeito à personalização das mensagens ao público a partir dessas informações.

Quer ainda mais lições sobre o mundo do marketing? Então aproveite a visita e conheça as 8 melhores séries que todo profissional de marketing deve assistir. De House of Cards à Game of Thrones, você terá várias oportunidades de aprender enquanto se diverte! 

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *